fbpx
Coração, o Novo Cérebro
coerência cardíaca

Coração, o Novo Cérebro

As novas descobertas da ciência!

Como você tem lidado com suas emoções?

Você é daquelas pessoas que tem controle sobre suas emoções ou quando vê já fez e aconteceu e já perdeu a linha?

Já ouviu falar em Inteligência emocional?

A Inteligência Emocional foi criada por investigadores das Universidades de Yale e do Hampshire e que se tornou muito conhecida através do livro de um jornalista cientifico do New York Times, Daniel Goleman.

Esta inteligência emocional é o equilíbrio entre a emoção e a razão e você pode treinar para ter Inteligência Emocional.

Quer aprender como se consegue isso?

Então vamos entender como algumas estruturas do nosso corpo funcionam.

Podemos nos concentrar em em nosso coração que muito mais do que uma bomba de sangue, ele tem sua linguagem própria e interage diretamente com nosso cérebro enviando informações sobre nosso corpo e o campo a nossa volta e o cérebro responde enviando a química necessária para atender aos estímulos enviado pelo coração. Para cada emoção, uma química é enviada.

E o que são as emoções?

São a resposta consciente das experiências vividas através das reações fisiológicas e adaptação pelo nosso corpo aos estímulos do meio ambiente interno e externo.Isso acontece de forma continua. E está associado ao nosso cérebro límbico. E sobre isso você pode assistir no nosso canal do Youtube onde eu falei sobre como funcionam nossas mentes consciente e subconsciente.

Segundo o autor do livro Curar: David Seran-Schreiber, as nossas emoções constituem apenas a experiência consciente de um amplo conjunto de reações fisiológicas que vigiam e adaptam continuamente a atividade dos sistemas biológicos do corpo aos imperativos do meio ambiente interior e exterior

Nosso coração trabalha diretamente com as emoções e sentimos a emoção primeiro no corpo e depois no cérebro.

Isso afeta a nossa consciência e a maneira como nós percebemos o mundo.

Recentemente, pesquisadores do HeartMath Institute, descobriram que nosso coração é também um cérebro com cerca de 40 milhões de neurônios que se comunicam diretamente com nosso cérebro. Essa comunicação é realizada através do no nosso Sistema Nervoso Autônomo (SNA) por intermédio dos ramos Simpático e Parassimpático. O SNA é responsável por manter o funcionamento adequado de todos os nossos órgão, sistemas como, temperatura, hormônios, digestão, nível de açúcar no sangue, respiração, batimentos cardíaco, circulação, enfim, tudo que é automatizado e que não precisamos pensar para manter.

Os ramos Simpático e Parassimpático funcionam com um acelerador (simpático) e um freio (parassimpático). Se o estímulo é de amor, a resposta que o nosso cérebro envia é exatamente uma química compatível com o estímulo recebido e libera ocitocina. Este é um estímulo parassimpático, porém se o estímulo é de estresse, medo, pânico... a resposta é cortisol e adrenalina e seu corpo altera todo o funcionamento. Esta é uma química em resposta a um estímulo simpático que nos prepara para lutar e fugir.

Esse vai e vem de estímulos formam a “variabilidade cardíaca” que indica a nossa capacidade de se adaptar ao meio e de responder ao estresse. Pode ser medida entre um batimento e outro tomando como base as ondas “R”, e este intervalo nunca é igual e a média da soma entre elas é que determina essa variabilidade e quanto maior for, melhor é, pois maior será a nossa capacidade de nos adaptarmos ao meio e as situações de estresse do nosso dia a dia e quanto menor for, mais rígido nos tornamos.

Quando nascemos, temos uma variabilidade cardíaca alta e com o envelhecimento, perdemos cerca de 3% desta variabilidade ao ano.

O excesso de estímulos simpáticos também ajudam a desregular esse sistema pois estimulamos em demasia o ramo simpático e menos o parassimpático e como um músculo que não usamos, por exemplo, tende a enfraquecer.

Se você deseja saber como anda a sua situação, pode utilizar um feedback cardíaco e visualizar se seu rítimo cardíaco está em coerência ou em caos. Caso esteja em caos, que como estão a maioria das pessoas que vivem em grandes cidades ou que tenham grandes preocupações, pode perfeitamente treinar e condicionar um novo padrão através do treinamento respiratório e trabalho sobre suas crenças limitantes (restritivas).

No Espaço Mais Saúde, nós fazemos esse trabalho e caso você tenha facilidade de acesso a Cidade do Porto em Portugal, poderá vir conhecer visitando o nosso Espaço. Entre em contato, será um prazer tê-lo por aqui.

Como usar a linguagem do coração?

A vida estressante que vivemos atualmente acaba por promover um desequilíbrio em nosso organismo o que pode vir a gerar doenças. Entenda como isso pode acontecer assistindo o nosso vídeo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu